Arddhu por Yuki Kahu

“Arddhu É toda a ancestralidade condensada em divindade. É terra de cemitério, é lápide. Arddhu é terra preta, solo fertilizado pelos cadáveres de nossos ancestrais. Ele é a encruzilhada.” – Pythio

“Arddhu é o retorno a grande escuridão primordial da deusa estrela. A mão cadavérica que te guia para o outro lado do véu. O colecionador de suspiros. O colecionador de lágrimas. O mensageiro da saudade.” – Naê

“Eu sou a escuridão em si. Meus são os atributos que todos na humanidade sempre temeram, e meu encontro significa sempre que algo irá morrer em você, para lembrá-lo de minha imponência. Eu sou o Senhor Negro, a Luz Escura que brilha no vazio da existência, e entre meus chifres queima o único fogo que nunca se apaga, a única joia que brilha no mais profundo infinito. Meus são os teus medos e fragilidades, e se oferta-os para mim, eu te torno mais humano, mais o que você realmente é. Em minhas mãos, eu te seguro por completo, e junto os pedaços que faltam para a tua imensidão surgir. Meu abraço é o último abraço, meu beijo é o último beijo, meu conselho é o último conselho e meu é o último desafio antes de você seguir para os braços Dela. Prepara-te para o que sou em vida, e seremos grandes amigos no momento de sua morte.” – Lilo Assenci